17 de março - 2021

Plano de aula educação infantil para o modelo híbrido de ensino

O modelo híbrido de ensino tem suas especificidades, por isso, para que ele funcione é necessário que o professor crie um plano de aula educação infantil de qualidade. Existem algumas formas de colocar este modelo em prática, dentre elas estão: sala de aula invertida, rotação de laboratório e rotação por estações. A organização é um dos pontos principais para o ensino a distância, afinal, muitas são as chances de haver falhas de comunicação e aprendizagem neste período. 

Um bom plano de aula educação infantil deve estar primeiramente alinhado às diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Nas fases iniciais do desenvolvimento infantil, o professor deve estar muito atento à promoção de habilidades intelectuais, sociais, físicas e emocionais da criança. Ou seja, é necessário que a criança aprenda a ponto de exercer seu papel de cidadania.

Os direitos de aprendizagem previstos pela BNCC são:

  • Conviver;
  • Brincar;
  • Participar;
  • Explorar;
  • Expressar;
  • Se conhecer.

Muitas instituições se perguntam sobre como colocar os direitos de aprendizagem e desenvolvimento previstos na BNCC em prática no ensino híbrido. Essa não é uma tarefa fácil, mas é possível realizá-la com organização e planejamento. Por isso, pesquise formas de tornar isso possível e busque a melhor metodologia para sua turma. 

Para montar um plano de aula educação infantil para o modelo híbrido de ensino, o professor deve levar em consideração algumas questões:

  • Orçamento necessário para custos com materiais;
  • Quanto tempo que se pretende dedicar às aulas online;
  • Quais recursos serão utilizados para aplicar os conteúdos;
  • Como será o rodízio semipresencial;
  • Quais atividades poderão ser realizadas no período presencial.

Ou seja, a escola precisa entender que, mesmo não sendo um trabalho realizado 100% na escola, o ensino híbrido demanda muito mais esforço e dedicação dos educadores. Além disso, no ensino semipresencial, a escola deverá se atentar às regras sanitárias e de distanciamento social, para que a saúde dos alunos e colaboradores se mantenha preservada. Deve ser considerado:

  • Qual é o local mais amplo e arejado para o momento das refeições e como será a distribuição dos alimentos;
  • Como organizar as equipes para revezamento de horários;
  • Uso de kits escolares e de higiene individuais;
  • Não compartilhamento de itens pessoais;
  • Equipe pedagógica de apoio para auxiliar os alunos a manter o distanciamento.

Ou seja, o ensino híbrido deve ser pensado e elaborado para que as aulas online sejam atrativas, organizadas e eficientes, mas também deve ter atenção redobrada nos períodos semipresenciais. A segurança deve estar em primeiro lugar no plano de aula educação infantil!

Separamos 6 passos essenciais para que seu plano de aula educação infantil funcione no modelo híbrido de ensino!

1. Escolha o método de aplicação do ensino híbrido

Como já citamos, existem alguns métodos que podem ser utilizados no modelo de ensino híbrido. Sala de aula invertida, modelo rotacional ou rotação individual. Tudo depende da quantidade de alunos que sua turma tem e da situação em que sua região se encontra em relação ao contágio do vírus. 

  • Sala de aula invertida: neste modelo, os alunos recebem e estudam o conteúdo em casa, mas retornam à escola para esclarecem suas dúvidas com o professor;
  • Modelo de rotação: no modelo de rotação os alunos intercalam entre eles. Assim, o risco de aglomerações fica menor, afinal há um acesso intercalado a diferentes atividades e espaços de ensino;
  • Rotação individual: neste modelo o aluno pode ter acesso ao professor e ao espaço físico da escola, mas de forma individual, também intercalando com outros colegas.

Cada um desses modelos irá demandar coisas diferentes no plano de aula, por isso, é importante determinar isso o quanto antes.

2. Compartilhe os objetivos de aprendizagem com os pais e alunos

Os objetivos de aprendizagem devem ser definidos de acordo com as possibilidades de cada turma, afinal, não queremos gerar metas incoerentes para não gerar frustração nos alunos. Dessa forma, liste o que se pretende alcançar com as atividades e compartilhe com os alunos e com os pais. Isso será essencial para criar relacionamento e ter o apoio das famílias durante os períodos de ensino remoto.

3- Promova inovação para manter os alunos engajados

É muito importante que o plano de aula educação infantil tenha inovação no modelo híbrido de ensino. Isso porque o professor precisará atrair a atenção dos alunos e mantê-los engajados. O ensino híbrido é uma tarefa conjunta, não depende só de um lado para dar certo. 

Os alunos se tornam mais autônomos nos períodos remotos e, com isso, podem acabar ficando desestimulados. Uma ótima forma de levar inovação para o plano de aula é aplicando projetos pedagógicos como o SuperAutor no ensino semipresencial. 

Saiba como aplicar o Projeto SuperAutor e inovar em sala de aula!

4- Defina o cronograma das aulas

No sistema semipresencial a organização faz toda a diferença. Por isso, crie um cronograma de aulas, definindo quais dias os alunos deverão ir à escola e quais dias eles deverão acompanhar as aulas online. Ter um calendário bem definido ajuda a não perder o controle durante o período letivo. Além disso, os pais ficam mais preparados e podem se programar também. 

Este cronograma deve conter:

  • Datas das aulas presenciais;
  • Datas das aulas online;
  • Links das aulas online;
  • Materiais de apoio que correspondem a cada aula;
  • Carga horária das aulas;
  • Materiais necessários para as aulas semipresenciais;
  • Definição da entrega de atividades avaliativas.

5- Aproxime os pais do seu plano de aula

Inclua, sempre que possível, atividades que envolvam a participação dos pais. Isso é essencial para que exista uma troca entre escola e família neste período. A ajuda dos pais será fundamental para que tudo dê certo, por isso, invista no envio de materiais de apoio para os pais, ajudando a promover a literacia familiar por meio da informação.

6- Inclua o compartilhamento do aprendizado

Muitos alunos ficam dispersos no ensino semipresencial e podem se sentir deslocados da turma. Essa sensação é comum, afinal, eles estavam acostumados a ir à escola todos os dias e ter um contato muito próximo com os colegas. Mas uma boa forma de deixar o ensino híbrido mais acolhedor é propor o compartilhamento de aprendizados. 

Em casa, cada aluno aprenderá de uma forma diferente o mesmo conteúdo, por isso, é interessante que eles compartilhem com os colegas o que aprenderam. Isso é legal para promover fixação dos conteúdos aprendidos e relacionamento.

E aí, o que você achou deste conteúdo? Se ele te ajudou de alguma forma, compartilhe com mais alguém!

Comentários

  1. Ufa consegui achar o artigo que estava precisando e
    poucos conseguem ter essa informação correta e
    relevante. Obrigado e vou compartilhar no meu twitter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Quer ficar por dentro do nosso conteúdo?

Preencha os campos ao lado e assine a nossa newsletter



    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.