10 de fevereiro - 2020

Letramento: Como promovê-lo de forma eficaz na escola

O letramento é um pouco mais profundo do que a alfabetização. Ele corresponde à interpretação e o domínio da língua, não apenas à decodificação dela. Quando o aluno é capaz de entender um texto, interpretar uma história, falar com clareza e se expressar de forma eficaz por meio das palavras empregadas por ele, torna-se então indivíduo letrado. 

Uma pessoa que sabe ler e escrever é alfabetizada. Já uma pessoa letrada, sabe usar a leitura e a escrita de acordo com as demandas sociais. O letramento torna o indivíduo apto a organizar discursos, interpretar e compreender textos e a refletir sobre eles. Já a alfabetização deixa o indivíduo apto a desenvolver os mais diversos métodos de aprendizado da língua.

Saiba as principais diferenças entre letramento e alfabetização:

  • Qualidade de domínio sobre a leitura e escrita
  • Frequência do uso da leitura e escrita no cotidiano
  • Capacitação para lidar com as demandas sociais
  • Capacidade de interpretação

Apesar de complexo, identificar as diferenças entre letramento e alfabetização é muito importante para um educador. Estas diferenças são bastante claras e evidentes e, elas afetam diretamente o dia a dia dos alunos e também no desenvolvimento de cada um deles.

Como promover o letramento de forma efetiva

Não adianta alfabetizar e fazer com que a criança aprenda sem que este hábito faça parte de seu cotidiano. Decorar algumas palavras não é saber ler e escrever, assim como não adianta que a criança conheça a letra apenas como um desenho. Ela precisa conhecê-la como um som que, consequentemente, forma uma palavra, uma frase e um texto. 

Existem 7 fases que a criança deve passar até estar apta a ler e escrever:

  • Icônica
  • Garatuja
  • Pré-silábica
  • Silábica sem valor sonoro
  • Silábica alfabética
  • Alfabética
  • Ortográfica

As crianças têm muito tempo para serem alfabetizadas. O importante é que elas estejam com o cérebro preparado para aprender a decodificar. Por isso, dê oportunidades para que a criança desenvolva cada uma dessas etapas. 

Cada uma delas é importante e colabora no desenvolvimento eficaz da alfabetização. Quando pulamos as etapas e iniciamos a criança de uma forma brusca no processo de alfabetização, ela se torna um indivíduo capaz de ler e escrever, mas não se torna alguém preparado para desenvolver-se socialmente por meio desses conhecimentos. 

Ajude a criança alfabetizada a ser um indivíduo letrado:

  • Usando recursos que façam parte do cotidiano delas
  • Dando o exemplo lendo para ela e interpretando as histórias lidas
  • Promovendo o contato da criança com a musicalidade
  • Mostrando-se disponível para ajudar nas dificuldades de aprendizado
  • Entendendo que cada criança é uma, e cada uma tem seu próprio tempo

Além disso, você precisa valorizar outros tipos de aprendizagem, ter uma mente aberta à inovação, identificar em que estágio os alunos estão no processo de aprendizagem, buscar métodos diferentes para os alunos que não estão aprendendo da forma esperada e ajudar da melhor forma possível cada um deles.

Gostou artigo? Vamos promover o letramento de forma eficaz? Compartilhe este conteúdo com sua equipe!

Por: Amanda Guimarães