16 de junho - 2021

Gestão pedagógica e gestão escolar: conheça as diferenças!

A gestão escolar envolve um conjunto de outras gestões que são muito necessárias para a instituição de ensino como um todo. Ela envolve a gestão de equipe, a gestão financeira e a gestão comunicacional e a gestão pedagógica. Dentre todas essas áreas importantes, a gestão pedagógica é uma das que mais afetam o desempenho da gestão escolar. 

Por isso, é importante entender o que faz parte da gestão escolar e, o que faz parte da gestão pedagógica. Dessa forma, será possível entender com mais clareza qual é a importância da gestão pedagógica para a gestão escolar, como elas se relacionam e como podemos potencializá-las. 

Conheça os principais conceitos de gestão escolar e saiba como aplicá-los.

Neste artigo, você entenderá de forma prática, quais são as principais diferenças entre gestão pedagógica e gestão escolar!

Quais são os papéis estratégicos da Gestão escolar e da Gestão Pedagógica?

Para entender melhor quais são as diferenças entre essas duas gestões tão importantes para a escola, precisamos conceituar o que cada uma delas representa. A gestão escolar engloba uma série de ações relacionadas ao funcionamento geral da instituição, como por exemplo o gerenciamento dos recursos financeiros, prestação de contas, contratação de serviços e outras questões burocráticas. 

Esta gestão demanda muitas atividades burocráticas, que podem gerar transtornos muito comuns, que precisam ser evitados. Para isso, é muito importante que a escola conte com um sistema de gerenciamento dos recursos financeiros, para que os processos sejam mais claros, transparentes e práticos no dia a dia do gestor!

Conheça o Sistema de gestão da WPensar, uma empresa especialista em gestão escolar!

Esse trabalho geralmente é feito pela direção da escola, que desempenha ações como: 

  • Engajamento e coordenação das equipes;
  • Admissão de colaboradores e condução de planos de carreira;
  • Organização do fluxo financeiro da escola;
  • Estabelecimento de um fluxo de comunicação com pais, alunos e comunidade geral.

Já a gestão pedagógica conta com o trabalho desempenhado pelo coordenador pedagógico da escola. O coordenador faz a gestão de tudo o que envolve a qualidade do ensino oferecido pela instituição. Isso influencia diretamente no rendimento escolar e nos indicadores de sucesso da escola, gerando atração e retenção de matrícula.

Leia também: Coordenador pedagógico: saiba qual é seu papel estratégico na escola!

A gestão pedagógica tem um papel estratégico que envolve:

  • Acompanhar o desempenho dos alunos;
  • Selecionar quais métodos e materiais melhor se encaixam no contexto da escola;
  • Auxiliar no desempenho dos professores;
  • Fazer a ponte de comunicação entre todos os envolvidos no processo educacional;
  • Estruturar o projeto político-pedagógico da escola.

Ou seja, cada uma dessas áreas envolve ações e estratégias diferentes.

Principais diferenças entre gestão escolar e gestão pedagógica

Sabendo as definições e papéis estratégicos de cada uma dessas gestões, já conseguimos perceber que existem diferenças claras entre uma e outra. A gestão escolar envolve a parte administrativa da escola, solucionando questões burocráticas do dia a dia da instituição e, a gestão pedagógica, foca no processo de ensino-aprendizagem dos alunos. 

Quando a instituição de ensino tem uma boa gestão escolar, a gestão pedagógica ganha mais espaço para desempenhar seu papel. Isso porque a partir da boa gestão escolar, os coordenadores poderão contar com mais recursos financeiros para promover ações educativas e maior engajamento de pais, alunos e professores. Dessa forma, a gestão escolar promove um ambiente propício para o bom desenvolvimento da gestão pedagógica. 

Leia também: Gestão de equipe pedagógica: 5 dicas de sucesso!

Um desafio em comum que afeta qualquer gestão

Um dos maiores desafios de qualquer modelo de gestão, seja ela escolar ou pedagógica, é balancear o acúmulo de funções. É muito comum ver gestores querendo abraçar o mundo, realizar várias tarefas num mesmo período de tempo e não sabendo delegar funções. Neste ritmo, inevitavelmente muita coisa importante fica de lado. 

Mesmo que a intenção seja boa, o gestor acaba esquecendo de investir tempo justamente no seu papel estratégico e, isso pode ser muito prejudicial para a instituição de ensino. 

Nesses casos, a dica é: organize seu tempo e coloque metas diárias coerentes com seu tempo e recursos. Desta forma, a gestão escolar será mais assertiva e trará bons resultados para que a gestão pedagógica também possa alcançar eficácia na escola!

E aí, este artigo te ajudou a entender melhor quais são as diferenças entre gestão escolar e gestão pedagógica? Conte para a gente!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Quer ficar por dentro do nosso conteúdo?

Preencha os campos ao lado e assine a nossa newsletter



    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.