19 de abril - 2021

Projeto Pedagógico para ensino remoto: Saiba como aplicar!

Desde o início da pandemia do Covid 19, toda a comunidade escolar passou a se questionar sobre como reorganizar o calendário do ano letivo e manter o processo de ensino com qualidade neste período de ensino remoto. Se manter informado a respeito das tendências pedagógicas e técnicas de ensino que surgiram a partir do ensino remoto é fundamental para o professor neste momento. 

Mais do que nunca, a tecnologia passou a ser uma super aliada da educação. Hoje, existem muitas ferramentas que podem ser utilizadas para tornar a comunicação remota muito mais produtiva. Além disso, jogos online, projetos pedagógicos e aplicativos educacionais estão ganhando cada vez mais espaço no cenário atual. O ensino remoto trouxe muitos desafios, mas também, muitas oportunidades, afinal, a educação passou a falar a linguagem que corresponde ao momento em que os alunos estão inseridos. 

Literacia digital: Saiba mais sobre o app Grapho Game

O projeto pedagógico SuperAutor é uma ferramenta excelente para o modelo de ensino remoto. Com a mediação da tecnologia, o professor pode aplicá-lo na escola, em casa ou até mesmo, no modelo de ensino híbrido. O projeto é adaptável, por ser uma atividade que envolve não só a criança e o professor, mas toda a família!

Como funciona o projeto SuperAutor?

O projeto SuperAutor é uma ótima ferramenta para quem quer incentivar a leitura e a escrita dos alunos no ensino remoto. Ele promove engajamento, interesse, autoestima e literacia familiar. Para os estudantes que estão em processo de letramento, ele ajuda no desenvolvimento da alfabetização e incentiva o interesse pela leitura. Para os que já passaram dessa fase, o projeto auxilia no desenvolvimento da criatividade e da escrita e também promove um interesse maior pelo universo dos livros. 

Mas como esse projeto funciona?

Cada aluno escreve e ilustra seu próprio livro autoral, com a ajuda dos pais e com a orientação dos professores. As folhas de desenho e escrita são enviadas pela plataforma SuperAutor, 100% online. Ao final do projeto, cada criança recebe em casa, os livros comprados pelos seus responsáveis. E o resultado do projeto é visto no Super Evento de Autógrafos, que pode ser realizado pela escola de forma online, para que os alunos possam autografar os livros e receber o carinho e o prestígio da família!

Além disso, a escola não paga nada pelo projeto e pode utilizá-lo como complemento para as disciplinas. Imagina os alunos escrevendo livros sobre temas relacionados à ciência, história, ou artes… Incrível, não é mesmo?

Como o professor pode desenvolver o projeto no ensino remoto de forma eficaz? 

As etapas de construção do livro podem ser desenvolvidas de acordo com a dinâmica do professor, podendo dividir as tarefas em atividades individuais e, também, em conjunto com os pais. Sendo assim, além do projeto cumprir os prazos de realização, o professor irá manter o desenvolvimento educacional dos alunos através das atividades lúdicas e pedagógicas. 

Separamos 3 dicas essenciais para a realização do projeto SuperAutor no ensino remoto ser um sucesso!

1- Faça um drive thru de materiais necessários para o projeto

Algumas famílias podem não estar tão preparadas estruturalmente para a realização de um projeto pedagógico em casa. Por isso, é importante que a escola garanta a participação de todos os alunos promovendo o acesso à todos os materiais necessários para a realização do Superlivro.

Uma boa forma de tornar isso possível é criar uma lista de materiais demandados pelo projeto, como: folhas de desenho impressas, lápis de colorir, materiais de corte e recorte com texturas etc. A partir desta lista, o segundo passo é montar um kit básico para cada aluno e fazer um dia de drive thru na escola. Dessa forma, os pais poderão buscar os materiais sem riscos à saúde!

2- Auxilie os pais na hora de criar as histórias com os filhos 

É muito normal que as crianças tenham certo tipo de bloqueio criativo na hora de dar o pontapé inicial da criação das histórias. Pensando em auxiliar os professores, pais e responsáveis a superarem esses obstáculos criativos, desenvolvemos alguns modelos de histórias customizáveis para ajudar as crianças, permitindo que todas consigam escrever e ilustrar o seu próprio livro.

Sendo assim, o aluno irá criar a história do seu modo, dando uma personalidade para o seu livro e mantendo sua autonomia, criatividade e protagonismo que o projeto propõe. Esse trabalho pode ser feito de três maneiras diferentes:

  1. Os espaços em branco podem ser completados com a imaginação dos alunos;
  2. Os espaços podem ser descritos de acordo com as palavras que a criança encontrar no caça-palavras presentes em alguns modelos;
  3. A criança pode seguir a introdução sugerida e finalizar a história. Para isso, separamos algumas perguntas para ajudá-la a refletir sobre qual rumo terá a sua história.

Baixe os modelos de histórias clicando aqui!

3- Cronograma de projetos

Faça um cronograma de projetos pensando nas etapas a serem desenvolvidas e nos prazos para que elas estejam finalizadas. Isso ajudará os pais neste processo e será um ponto muito importante de comunicação entre eles e a escola. Por isso, é essencial que os professores criem pontos de contato para auxiliar os pais e responder dúvidas a cada etapa do cronograma. 

E aí, vamos realizar o projeto SuperAutor no modelo de ensino remoto? 

Comentários

  1. Aqui é a Fernanda Lima , gostei muito do seu artigo tem
    muito conteúdo de valor parabéns nota 10 gostei muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Quer ficar por dentro do nosso conteúdo?

Preencha os campos ao lado e assine a nossa newsletter



    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.