12 de abril - 2021

Os 4 Ps da Aprendizagem criativa: como colocá-los em prática?

O tema “criatividade” está sempre nas rodas de conversa sobre educação. Quando se trata de educação infantil, tornar a aprendizagem criativa é primordial para que o processo de ensino seja efetivo. Muitos professores se deparam com esta necessidade e buscam formas de trazer inovação para a sala de aula e proporcionar momentos que estimulem a criatividade. 

Isso vai muito além de ter ideias revolucionárias. A aprendizagem criativa busca aprimorar técnicas já existentes e, se possível, desenvolver novas. Ou seja, muitas técnicas conhecidas e comuns para muitos professores, quando usadas da forma correta, podem ser potencializadas. São coisas básicas, mas que podem gerar resultados incríveis para o desenvolvimento dos alunos.

Por isso, os 4 Ps da aprendizagem criativa propõem:

  1. Projetos;
  2. parcerias;
  3. paixão;
  4. pensar brincando.

Acredito que em algum momento da vida você já usou uma dessas ferramentas. Como falamos, são coisas simples, mas que fazem toda a diferença no processo de aprendizagem. Os 4 Ps da aprendizagem criativa são tão potentes que são usados até mesmo no mundo da programação, no meio empresarial e em diversas áreas administrativas. 

Para além da educação infantil, essas técnicas ajudam a aprender de forma criativa em qualquer fase da vida. Por isso, é essencial que elas sejam desenvolvidas logo na primeira infância. Introduzir isso na rotina de aprendizagem da criança pode proporcionar benefícios que duram por toda a vida.

Leia também: Atividades de artes para educação infantil: Promova a sensibilidade criativa dos alunos

Como surgiram os 4Ps da aprendizagem criativa?

O jardim de infância parece um período pouco produtivo, onde a criança basicamente passa o tempo, não é mesmo? Mas na realidade, esta etapa educacional foi quem gerou as bases da aprendizagem criativa. Mitchel Resnick, professor do Massachusetts Institute of Technology (MIT), acredita que esta foi a maior invenção do milênio. 

A abordagem usada no jardim de infância foi criada pelo alemão Friedrich Froebel. Na contramão de muitos educadores, Friedrich passou a considerar a super importância da primeira infância na construção do indivíduo. A partir da análise desta metodologia, Mitchel Resnick observou que a aprendizagem criativa se dava pelos então 4 Ps. 

O que mais chama a atenção nesta abordagem é que a criança tem um papel ativo, ou seja, ela interage bastante com o processo de ensino, sendo protagonista dele e explorando caminhos. Isso é importante tanto na infância quanto na vida adulta. Sem projetar, criar parcerias, se apaixonar e pensar de forma livre sobre o que está sendo aprendido, a absorção do conhecimento não é tão eficaz. Veja como isso acontece na prática!

O que é a espiral da aprendizagem criativa?

Todo este processo de aprendizagem pautado na metodologia usada no jardim de infância parte de uma espiral. Esta espiral segue uma ordem que vai da imaginação até a reflexão do que está sendo aprendido. Então, mesmo que a criança não se dê conta, ela acaba passando por etapas que permitem uma compreensão maior do aprendizado. Essas etapas são:

  • Imaginação;
  • criação;
  • brincadeira;
  • compartilhamento;
  • reflexão.

Na prática, isso acontece quando a criança tem uma ideia projetável e cria algo a partir disso, sem medo de errar e experimentar, brinca durante o processo e compartilha o que aprendeu. No momento do compartilhamento, a criança consegue refletir um pouco mais sobre e isso permite que ela tenha ainda mais ideias. 

Educação infantil: Saiba o que abrange esta área de ensino!

Vamos conferir quais são os 4 Ps da aprendizagem criativa que fazem parte desta espiral!

1- Projetos

Projetar é essencial para a aprendizagem criativa. Por isso, incentive os alunos a anotar ideias e planejar qual a melhor forma de executá-las. Tirar as ideias do plano imaginário e colocá-las no papel proporcionará uma dimensão maior para os alunos sobre o que eles querem e podem aprender. 

Você pode colocar isso em prática por meio de projetos pedagógicos. Organizar, planejar,  criar cronograma e prazos para a execução junto com as crianças é super relevante para a aprendizagem criativa! Existem inúmeras formas de colocar isto em prática! O projeto SuperAutor,  por exemplo, é ótimo para quem quer  incentivar o desenvolvimento da leitura e da escrita dos alunos e projetar a aprendizagem criativa. Saiba mais!

2- Paixão

A paixão é muito importante em diversas áreas das nossas vidas. Quando estamos apaixonados, curtimos o processo sem nos preocupar com os resultados. Isso é fundamental para criar confiança, sem cobranças desnecessárias, durante o processo de aprendizagem. Incentivar a paixão no aprendizado é ótimo para que a criança desenvolva seus interesses e se dediquem mais.

3- Pessoas

Quando projetamos algo que nos move por meio da paixão, compartilhar se torna algo inevitável. A experiência do compartilhamento de ideias com outras pessoas proporciona uma troca muito rica, que só tem a agregar no processo de aprendizagem criativa. Por isso, incentive a troca de experiências e feedbacks entre seus alunos a respeito de seus projetos e promova a colaboração mútua.

4- Pensar Brincando

O último P, mas não menos importante, é o pensar brincando. Isso parece simples, mas é nos momentos de brincadeira que as crianças mais aprendem. Isso porque elas estão desgarradas da ideia de competição, avaliação e autocobrança, quando se permitem brincar de forma livre. Dessa forma, o pensamento pode ir muito mais além, criando um ambiente acolhedor para a aprendizagem criativa.

E aí, o que você achou deste conteúdo? Conta pra gente!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Quer ficar por dentro do nosso conteúdo?

Preencha os campos ao lado e assine a nossa newsletter



    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.