17 de dezembro - 2019

Como criar um bom relacionamento com os alunos

O lugar onde as crianças e adolescentes passam mais horas do seu tempo é a escola. É nela que, consequentemente, os alunos aprendem a se socializar e tem os primeiros contatos e experiências interpessoais. Dentro desta interação, é muito importante que o professor estabeleça um bom relacionamento com os alunos. 

O professor é a pessoa que exerce o maior grau de autoridade dentro de uma sala de aula e, muitas vezes, essa autoridade pode ser confundida com superioridade ou autoritarismo. É muito comum ver alunos com medo dos seus professores e não tendo vontade de estabelecer um contato maior com seu educador, por conta desta imagem autoritária que se tem. Mas esta relação não é nada saudável para o desenvolvimento e rendimento escolar dos alunos. 

Por isso, o relacionamento com os alunos não deve ser de imposição, mas precisa ser de: 

  • Cooperação
  • Respeito
  • Crescimento
  • Diálogo

De todos estes pontos, um dos mais importantes é o diálogo. O aluno precisa ter liberdade para interagir, compartilhar suas expectativas à respeito das aulas e ser ativo em todo o processo educacional e isso precisa ser feito de forma espontânea. Por isso, é muito importante que o professor seja aberto a ouvir e: 

  • Respeite a bagagem cultural do aluno
  • Incentive a autonomia 
  • Observe bastante cada aluno
  • Medie o conhecimento e não apenas impor

O relacionamento com os alunos deve ser além da sala de aula

Tratar os alunos como indivíduos antes de tudo,  é muito importante. Em alguns casos, as turmas são tão numerosas que os alunos passam a ser tratados apenas como números no papel. Quando o professor conhece cada aluno além da sala de aula, ele tem uma maior capacidade de entender e solucionar os problemas do dia a dia na escola. 

Por isso é importante que o professor:

  • Se interesse pelos gostos pessoais dos alunos
  • Pergunte como foi seu dia ou seu final de semana
  • Tente entender suas rotinas
  • Tenha uma canal de comunicação com os pais 

Como ganhar a confiança do aluno

Para ganhar a confiança dos seus alunos, é importante que o professor, primeiramente, faça uma autoavaliação. Assim, ele poderá se abrir para as sugestões propostas pelo diálogo que ele começará a estabelecer com os alunos. Afinal, não adianta ouvir e não se dispor a mudar em alguns aspectos, né? 

Depois de se autoavaliar, seja honesto com os alunos e admita seus erros sempre. Adultos que não assumem seus erros, dificilmente conseguem ser justos com as crianças e estabelecer uma relação de confiança. Por isso, compartilhe suas experiências e mostre humanidade e semelhança para que eles consigam ver, não apenas a figura do professor, mas a figura de uma amigo disposto a ajudar. 

Um bom relacionamento com os alunos promove: 

  • Maior rendimento escolar
  • Autoestima dos alunos
  • Crescimento profissional do educador

Use a comunicação não violenta com seus alunos 

É natural do ser humano ser reativo em determinadas situações que apresentam possíveis ameaças, isso faz parte da nossa criação e da sociedade em que vivemos. A forma que tendemos a expressar nossas posições e aspirações, muitas vezes é impositiva e, isso precisa ser melhorado constantemente, principalmente quando lidamos com crianças. Além disso, a falta de atenção no que o outro está dizendo, também é uma forma de comunicação baseada em egoísmo e indiferença.

Estamos acostumados à:

  • Punições
  • Meritocracia
  • Imposições
  • Rigidez sobre o que é certo e errado
  • Coerção
  • Ameaças
  • Chantagens 

Este tipo de comunicação, quando perpetuada, traz prejuízos enormes às crianças, principalmente no período de educação infantil. Por isso, a comunicação não violenta vem propondo não só uma maior atenção e reflexão no falar, quanto no ouvir. 

Quando estamos focados só em nós mesmos, tendemos a considerar o outro como a fonte dos problemas, sem entender o mal que podemos estar fazendo, simultâneamente, aos demais. A comunicação não violenta é uma forma empática de estabelecer conexões com as pessoas que nos cercam. 

A comunicação não violenta busca trabalhar 4 questões: 

  1. Como se expressar com honestidade
  2. Como ajudar os outros e ouvir com verdadeira empatia
  3. Compaixão consigo mesmo
  4. Raiva

Usar a comunicação não violenta em sala de aula não significa ser passivo e ingênuo, mas sim, ser respeitoso e amoroso com os alunos, entendendo que, cada um deles, é um indivíduo e precisa ser respeitado como tal, para aprender a exercer sua cidadania.

E aí, está preparado para começar a criar um bom relacionamento com os alunos? Compartilhe este artigo com um amigo educador!

Por: Amanda Guimarães