28 de julho - 2021

O que é gestão escolar democrática e como aplicá-la?

A gestão escolar demanda dedicação da instituição de ensino. Dentro da gestão escolar, existem outras sub gestões que precisam ser levadas em conta, como por exemplo, a gestão de equipe, a gestão financeira e a gestão comunicacional. Por isso, é importante que o coordenador conte com a ajuda de toda a comunidade escolar para desenvolver um bom trabalho. 

Existem 3 formas de gestão escolar: A gestão participativa, a gestão online e a gestão democrática. Dentre elas, a gestão escolar democrática é uma das que mais trazem benefícios para a comunidade escolar.  Esse modelo de gestão está sempre aberto a sugestões e feedbacks de pais, alunos, professores e colaboradores. Assim, neste tipo de gestão, existe um espaço reservado para essa troca acontecer, de tempos em tempos.

Leia também: Gestão escolar: Principais conceitos e como aplicá-los

A gestão escolar democrática ajuda muito a promover uma gestão pedagógica de qualidade: 

  • Aumentando a confiança e credibilidade da escola;
  • Mapeando e atendendo melhor às demandas dos alunos;
  • Envolvendo as famílias e os alunos, aumentando o engajamento;
  • Melhorando os índices de NPS (nível de satisfação);
  • Qualificando o ensino oferecido.

Quais são os princípios da gestão escolar democrática?

A gestão escolar democrática é um modelo de gestão importante, amparado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e pelo Plano Nacional da Educação (PNE). A gestão escolar democrática tem se tornado uma tendência mundial, por se tratar de um modelo de gestão que atende melhor às necessidades da comunidade escolar. 

Leia também: Gestão escolar alinhada à BNCC: Saiba como realizar!

Dessa forma, a gestão escolar democrática tem como princípios:

  • Autonomia;
  • Participação;
  • Protagonismo;
  • Processos colegiados;
  • Descentralização;
  • Transparência;
  • Auto Responsabilidade.

Como colocar a gestão escolar democrática em prática?

A gestão escolar democrática, como já vimos, pode gerar benefícios para a escola, seus alunos e toda a comunidade escolar. Com pais e alunos mais engajados no processo de ensino, professores e colaboradores com mais autonomia para criar e inovar e uma gestão menos centralizada, o ambiente escolar ganha mais autenticidade. 

Os processos demandam menos da figura do gestor e, assim, a coordenação pode se dedicar a assuntos mais estratégicos. Tudo isso melhora bastante a qualidade do ensino e gera retenção de matrículas, marketing espontâneo e atração de novos alunos para a escola. 

Separei 4 dicas para que você coloque em prática a gestão escolar democrática na instituição de ensino em que você atua!

1- Crie uma comitê de pais engajados para sua gestão escolar democrática

Toda escola tem aquele grupo de pais que são mais engajados, não é mesmo? A dica é aproveitar o envolvimento desses pais para ter uma visão familiar na gestão escolar. Crie um comitê e convide um grupo de até 10 pais e responsáveis para abrir um espaço de trocas de ideias e experiências. Assim, a escola poderá pedir sugestões, ouvir feedbacks e ter um grupo porta voz, que representará todos os outros pais de alunos da instituição.

2- Aumente a frequência das reuniões de pais

Ter periodicidade nas reuniões de pais é fundamental para uma gestão escolar democrática. Por isso, não deixe passar mais de 1 mês sem que este encontro aconteça. Esses momentos são muito importantes para que a escola atualize os pais, ouça e interaja com as famílias. Assim, a escola poderá achar o melhor caminho para melhorar o processo de ensino da escola e promover retenção de matrículas.

3- Incentive grêmios estudantis para uma gestão escolar democrática

Os grêmios estudantis são ótimos para incentivar a gestão democrática na escola e promover senso de responsabilidade e cidadania nos alunos. Além de melhorar a qualidade do serviço prestado pela instituição, com o incentivo aos grêmios, a escola promove autonomia, protagonismo e habilidades socioemocionais. Isso faz com que os alunos se tornem muito mais engajados no processo de ensino e aprendizagem.

4- Crie formulários periódicos para ouvir o que os alunos pensam sobre a escola de forma anônima

É muito importante ter um feedback vindo dos alunos a respeito das aulas, atividades e gestão escolar. Mas é mais importante ainda, que isso aconteça de forma anônima, para que os alunos não se sintam constrangidos de alguma maneira. 

Por isso, envie formulários com perguntas chave sobre a gestão pedagógica da escola, para que os alunos possam opinar de forma democrática e contribuir para o aumento da qualidade da instituição de ensino.

E aí, gostou deste conteúdo? Conte aqui nos comentários de que forma sua escola coloca a gestão escolar democrática em prática!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Quer ficar por dentro do nosso conteúdo?

Preencha os campos ao lado e assine a nossa newsletter



    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.