16 de dezembro - 2020

Escrita: Como usá-la para desenvolver habilidades socioemocionais

A escrita é uma habilidade que sempre fez parte da existência humana, ainda que de formas diferentes. O uso de formas e códigos para se comunicar sempre mostrou a necessidade de se expressar, comunicar e compartilhar informações. Ou seja, quem escreve desenvolve habilidades não só intelectuais, mas também socioemocionais, como: 

  • Capacidade de autoconsciência
  • Organização e Autogestão
  • Empatia e Consciência social
  • Capacidade de se relacionar
  • Lidar com tomadas de decisão

Por isso, é importante que na Educação Infantil a escrita seja incentivada de forma livre. Quando a criança tem liberdade para se expressar por meio da escrita, ela se abre para seus próprios sentimentos e imaginação. Neste artigo, vamos entender quais os benefícios da escrita no desenvolvimento de habilidades socioemocionais e como isso pode ser desenvolvido em sala de aula. 

Quais os benefícios de se expressar usando a escrita?

A prática de se expressar pela escrita é muito comum e não é de hoje. Músicas, poemas, filmes e artes em geral são o exemplo de que a escrita sempre foi uma boa saída nos momentos em que precisamos colocar para fora os sentimentos. A escrita não é apenas uma técnica de comunicação por si só, ela envolve muito mais e exige muito mais do nosso cérebro. 

Por isso, tem se tornado cada vez mais comum o uso da escrita de forma terapêutica. Isso porque quando nós escrevemos, conseguimos sentir diferentes estados emocionais, sem medo de julgamentos. Ou seja, na escrita não existem muitas restrições, estamos completamente sozinhos e podemos escolher se mais alguém vai ter acesso ao que expressamos no papel. 

Escrever proporciona benefícios como:

  • Maior ordenação das ideias
  • Melhora na tomada de decisões
  • Diminuição do estresse
  • Alívio e satisfação

A escrita é um desafio como qualquer outro, então, como todo desafio, ela desperta coisas positivas nas crianças. A ideia é que esta seja uma prática que não exija a perfeição, mas sim, a livre expressão. Nada de foco no resultado, a escrita deve ter foco no processo para que proporcione o desenvolvimento de habilidades socioemocionais na criança.

Para te ajudar a desenvolver a escrita e melhorar a sociabilidade das crianças, separamos algumas dicas para que você crie estes momentos com sua turma!

1- Proponha a reflexão escrita sobre determinados assuntos

Muitas vezes falar sobre sentimentos ou expressar pensamentos de alguma forma pode ser difícil num primeiro momento para as crianças. Por isso, é importante que haja um direcionamento dos educadores neste sentido. Trazer debates, textos, filmes e conteúdos em geral que abordam temáticas relevantes para o desenvolvimento social da criança é fundamental. Assim, você poderá incentivar seus alunos a escreverem sobre esses temas levantados de forma ampla. 

2- Deixe a criança escrever sem pressão avaliativa

É muito importante que a escrita, quando focada no desenvolvimento de habilidades socioemocionais, não seja avaliativa. Você pode avaliar o desempenho da escrita em outros momentos, mas separe um tempo para deixar a criança à vontade. Realizar atividades que não necessariamente são parte do currículo escolar é importante, pois são nessas atividades que a criança se expressa e aprende sem medo.

3- Seja um referencial: se expresse também!

É muito mais fácil para uma criança se abrir quando os adultos ao seu redor mostram suas vulnerabilidades também. Pode parecer simples, mas quando um adulto, seja ele professor ou familiar da criança, expõe seus sentimentos de forma clara e humana para a criança, ele a encoraja a não sentir medo ou vergonha de se expressar também. Por isso, seja franco, tenha conversas claras e mostre para seus alunos que a escrita pode funcionar com eles também.

Use um projeto pedagógico de leitura e escrita

Para aumentar o interesse pela escrita e desenvolver habilidades socioemocionais, nada melhor do que transformar seus alunos em autores de suas próprias histórias. Você pode criar um projeto na sua escola com o intuito de fazer com que cada aluno escreva seu próprio livro ou ir em busca de projetos pedagógicos que auxiliem neste processo. Existem inúmeras formas de colocar isto em prática! O projeto SuperAutor,  por exemplo, é uma ótima ferramenta para quem quer incentivar a leitura e a escrita dos alunos. 

Para os estudantes que estão em processo de letramento, ele ajuda no desenvolvimento da alfabetização e incentiva o interesse pela leitura. Para os que já passaram dessa fase, o projeto auxilia no desenvolvimento da criatividade e da escrita e também promove um interesse maior pelo universo dos livros. 

Além disso, a escola não paga nada pelo projeto e pode utilizá-lo como complemento para as disciplinas. Imagina os alunos escrevendo livros sobre temas relacionados à ciência, história, ou artes… Incrível, não é mesmo?

E o resultado do projeto é visto no Super Evento de Autógrafos, realizado pela escola para que os alunos possam autografar os livros e receber o carinho e o prestígio da família!

Vamos desenvolver habilidades socioemocionais usando a escrita? Compartilhe este conteúdo com outros professores!

Gostou do Projeto
SuperAutor?

Você pode levar esse projeto gratuitamente para sua escola, transformando seus alunos em SuperAutores e encantando as famílias!

Converse com a nossa Equipe