19 de maio - 2021

Como realizar a gestão de projetos pedagógicos no ensino remoto

A gestão de projetos é muito importante para qualquer instituição de ensino. Os projetos pedagógicos são ferramentas excelentes para aumentar o engajamento dos alunos, o envolvimento dos pais e integrar toda a comunidade escolar. No ensino remoto, a gestão de projetos pedagógicos se tornou um desafio ainda mais necessário.

Isso porque manter os alunos interessados e motivados a desenvolver as atividades e participar das aulas no ensino remoto é um dos pontos principais para que o processo de ensino-aprendizagem funcione neste modelo. Dessa forma, o coordenador pedagógico precisa buscar maneiras de realizar a gestão de projetos pedagógicos no ensino remoto e, assim, potencializar as aulas à distância.

Leia também: Projeto Pedagógico para ensino remoto: Saiba como aplicar!

Toda gestão de projetos pedagógicos passa pelas seguintes etapas:

  • 1. Inicialização: Nessa fase é importante ter em mente o que o projeto vai realizar e qual será sua abrangência.
  • 2. Planejamento: Essa é a fase de listar as atividades e tarefas necessárias e o tempo necessário para a realização de cada tarefa, para que o projeto seja executado. 
  • 3. Execução: Na execução, é o momento de coordenar equipes, separar as tarefas e colocar a mão na massa, de acordo com as diretrizes do planejamento.
  • 4. Controle: Essa etapa é muito importante, afinal, é nela que devemos observar o andamento do projeto e identificar possíveis falhas de percurso a tempo de corrigi-las. 
  • 5. Encerramento: Na fase final, é importante pensar em formas de avaliar o que foi realizado. 

Ou seja, uma boa gestão de projetos pedagógicos deve ser alinhada a essas etapas. Assim, o coordenador pedagógico terá maior clareza, controle e autonomia para tocar os projetos sem preocupações com problemas relacionados à falta de planejamento. 

No ensino remoto, seguir essas etapas na gestão de projetos é essencial para que todos possam andar juntos, mesmo que a distância. Um planejamento bem estruturado diminui o risco de:

  • Falhas de comunicação;
  • Erros de cronograma;
  • Desalinhamento de ideias;
  • Desperdício de recursos.

Assim, a gestão de projetos pedagógicos ganha foco, unicidade e motivação para encontrar soluções práticas e tornar o ensino remoto mais produtivo para alunos, professores e responsáveis.

Gestão de projetos pedagógicos: Como colocar em prática no ensino remoto?

Assim como no ensino presencial, a gestão de projetos deve ser pensada como potencializadora do processo de ensino e aprendizagem. Ou seja, para potencializar, os projetos pedagógicos precisam falar a linguagem dos alunos, responder os anseios dos professores e engajar os pais na educação dos filhos. Em alguns casos, a escola monta seu próprio projeto. Já em outros casos para otimizar tempo e recursos, a instituição aposta em projetos pedagógicos prontos. 

O Projeto SuperAutor é um projeto pedagógico pronto que tem ajudado muitas escolas no modelo de ensino remoto. Neste projeto, os alunos escrevem e ilustram suas próprias histórias, que são transformadas em livros de verdade. O projeto não tem custo para as escolas e conta com um Super Evento de Autógrafos, que pode ser feito online ou presencial, para que os alunos possam autografar seus próprios livros. 

Saiba mais sobre o projeto pedagógico pronto e veja os benefícios de realizá-lo na sua escola!

Para te ajudar nesta tarefa, separamos 4 dicas essenciais para te ajudar na gestão de projetos pedagógicos da sua escola!

1- Crie pontos de Comunicação periódicos

Manter contato constante com as famílias e alunos durante a realização do projeto pedagógico no ensino remoto é essencial. Assim, a escola poderá oferecer o suporte necessário para que as atividades sejam desenvolvidas em casa e estabelecer uma maior conexão e engajamento. Além disso, ter pontos de comunicação periódicos com famílias e alunos ajuda a escola a entender melhor quais são as necessidades e dúvidas que envolvem o processo.

2- Faça um cronograma fácil de ser entendido por pais e alunos

O cronograma é muito importante para o andamento do projeto pedagógico. Por isso, a escola precisa criar um cronograma de fácil entendimento para todos os envolvidos. Use recursos ilustrados, diferentes pesos de fontes e divisões bem definidas para que o cronograma seja interativo e visualmente organizado. Pequenas ações gráficas e estruturais podem fazer toda a diferença no cronograma e na gestão de projetos pedagógicos.

3- Dê Feedbacks

Feedbacks são retornos necessários para que os alunos e pais saibam onde melhorar no desenvolvimento do projeto. Além disso, é importante dar feedbacks positivos, quando necessário. Quem não gosta de saber que está mandando bem? Os pais e alunos precisam disso para reconhecer o acompanhamento presente da escola, mesmo em tempos remotos. Por isso, não economize nos feedbacks e busque contribuir com dicas e sugestões.

4- Organize o envio dos conteúdos por etapas

É muito fácil perder o fio da meada no ensino remoto. Para muitos pais, ajudar os filhos nas atividades escolares em casa pode ser um desafio enorme. Por isso, organize o envio dos conteúdos e materiais necessários por etapas do projeto pedagógico. Assim, os pais conseguirão ter mais foco e realizar uma atividade por vez, sem misturar as coisas. Pode parecer algo simples, mas essa organização por parte da gestão de projetos pedagógicos feita pela escola pode aumentar o rendimento escolar dos alunos e facilitar muito o processo de aprendizagem no ensino remoto.

E aí, gostou deste conteúdo? Como você tem realizado a gestão de projetos pedagógicos na sua escola?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Quer ficar por dentro do nosso conteúdo?

Preencha os campos ao lado e assine a nossa newsletter



    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.